WhatsApp

Translate

A PERMANÊNCIA DO APÓSTOLO SÃO PAULO EM TESSALÔNICA.


A perseguição do apóstolo Paulo
Quando Paulo chegou a Tessaloônica,deu-se a sensação de que os braços do cristianismo se estendiam,e certamente,deve ter se acentuado quando Paulo alí chegou .
 Tratava-se de uma cidade importante. Seu nome original era (Thermai) que significa "fontes quentes", dando nome ao golfo onde se encontrava.
Seiscentos anos antes Heródoto a descrevia como uma grande cidade.Tinha sido sempre um porto famoso.
 Foi aqui Xerxes o persa estabeleceu sua base naval quando invadiu a Europa, e até na época dos romanos era um dos arsenais maiores do mundo.
 Em 315 antes de Cristo Cassandro reedificou a cidade e lhe pôs o novo nome de Tessalônica, nome de sua mulher, filha de Filipe da Macedônia e meio-irmã de Alexandre Magno.
 Era uma cidade livre. Isto significa que jamais tinha sofrido a afronta de aquartelar entre seus muros tropas romanas.
 Tinha sua própria assembléia popular e seus próprios magistrados. Sua população se elevava a 200.000 habitantes, e durante um tempo rivalizou com Constantinopla como candidata a capital do mundo.hoje, tem o nome de Salônica,e tem cerca de,70.000 habitantes.
 Mas a importância suprema de Tessalônica,ou simplesmente Salônica, está no fato de que se encontra sobre a Via Egnatia que se estendia desde o Dirraquio sobre o Adriático até Constantinopla sobre o Bósforo e daqui para a Ásia Menor e o Oriente.
De fato sua rua principal era parte da mesma rota que unia Roma com o Oriente.
 O Oriente e o Ocidente convergiam em Tessalônica; dizia-se que estava "na saia" do império romano.
O comércio se introduzia aqui do Oriente e o Ocidente; por isso, dizia-se:
 "Enquanto a natureza não mudar, Tessalônica permaneceria rica e próspera.
" É impossível exagerar a importância da chegada do cristianismo a Tessalônica. Se o cristianismo se estabelecia em Tessalônica estava também destinado a estender-se ao oriente pela Via Egnatia até conquistar toda a Ásia, e pelo Ocidente até convulsionar à mesma cidade de Roma.
 O advento do cristianismo a Tessalônica foi grande um passo para a transformação do cristianismo em religião mundial.
 O relato da permanência de Paulo em Tessalônica encontra-se em Atos 17:1-10. Agora, para Paulo o que aconteceu em Tessalônica foi de importância suprema.
Pregou na sinagoga durante três sábados consecutivos (Atos 17:2). Isso significa que sua estadia não pôde ter sido de muito mais que três semanas.
 Teve um êxito tremendo a ponto de os judeus irem às nuvens e provocarem tais distúrbios que Paulo teve que ser tirado às escondidas e com perigo de sua ser morto por eles, e se foi rumo a Beréia; aqui em Beréia, aconteceu o mesmo (Atos 17:10-12), e Paulo teve que deixar para traz,Timóteo e Silas para seguir fugindo para Atenas.
Por conseguinte,esteve somente três semanas em Tessalônica. Era possível causar em três semanas tanta impressão num só lugar para um forasteiro missionário? . . .
Para ele sim. Para que o cristianismo chegasse a ser implantado de forma tal que não pudesse ser jamais desarraigado?
Se for assim, não era um sonho vazio pensar que o império romano podia ser ganho para Cristo. Ou era necessário instalar-se e trabalhar durante meses e até anos antes de causar alguma impressão naquele lugar?
Neste caso ninguém poderia prever quando chegaria o cristianismo a penetrar em todo mundo. Tessalônica constituía um caso de prova, e Paulo estava esmagado pela ansiedade de saber o que aconteceria.
 Tão ansioso estava Paulo que quando se encontrou com Timóteo em Atenas, enviou-o de volta a Tessalônica para solicitar as informações sem as quais não tinha descanso (1 Tessalonicenses 3:1-2; 5; 2:17).
 Que notícias trouxe Timóteo?
Havia notícias boas. O afeto dos Tessalonicenses por Paulo era mais forte que nunca; e se mantinham firmes na fé (1 Tessalonicenses 2:14; 3:4-6; 4:9-10). Eles eram efetivamente "sua glória e sua alegria" (1 Tessalonicenses 2:20). Mas também havia notícias que causavam inquietação.
(1) A pregação da Segunda Vinda tinha produzido uma situação anormal; o povo tinha deixado de trabalhar e abandonado todas as empresas ordinárias da vida para esperar a Segunda Vinda numa espécie de histeria expectante.
Paulo lhes diz que se mantivessem trânqüilos e que continuem suas tarefas ordinárias, a tocar suas empresas enquanto aguardavam pela segunda vinda. (1 Tessalonicenses 4:11). (2)
Estavam preocupados com o que aconteceria aos que tinham morrido antes da Segunda Vinda. Paulo lhes explica que os que dormiram em Jesus não perderão nada da glória (1 Tes. 4:13-18). (3)
Existia uma tendência a desprezar toda autoridade legal; a inclinação grega à discussão fazia com que a democracia estivesse sempre em perigo de degenerar (1 Tessalonicenses 5:12-14). (4) Continuamente existia o perigo de recair na imoralidade.
Era difícil esquecer o ponto de vista de gerações e escapar ao contágio do mundo pagão (1 Tessalonicenses 4:3-8).(5)
Havia ao menos algum grupo que difamava a Paulo. Sugeriam que Paulo pregava o evangelho pelo lucro que podia receber por isso. "se fosse nos dias de hoje, certamente,pois temos inúmeros lideres que se fizeram pastores, visando lucros"(1 Tessalonicenses 2:5, 9);ou,que era algo assim como um ditador religioso.(1 Tessalonicenses 2:6-7 ao 11).
Shalom, em breve estaremos falando mais sobre esta carta, é muito gratificante saber estas coisas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responderemos a todos sempre que necessário.Obrigado pela visita ao site.

Como Será Os últimos Dias ? A Vinda De Cristo.

Várias expressões na Bíblia Aponta para os tempos finais desse sistema antes da volta de Jesus. Muitas vezes chamamos de os últimos dias, úl...