COMO ERA O TANQUE DE SILOÉ?


Tanque de  Siloé (Jerusalém). — Para os habitantes da Jerusalém bíblica, a água
da fonte de Gihon era de importância vital, a ponto de sempre terem sido
executadas arrojadas obras de engenharia a fim de garantir sua perene
disponibilidade. Aliás, o Rei Ezequias de Judá mandou até cavar um túnel
subterrâneo para levar a água ao poço de Siloé (veja foto), onde a população

ficava a salvo de ameaças bélicas vindas pelo vale do Quidron. Todavia, o poço
foi emparedado em data mais recentes .
O nome do tanque de Jerusalém onde o cego de nascença se lavou e recebeu a cura da vista, Jo 9.11. 
Tinha também também nome da torre, situada perto, que desabou e matou dezoito pessoas, conforme está registrado em  Lc 13.4. 
A outra menção de Siloé  está em ls 8 . 6 ; “As águas de Siloé que correm brandamente.” 
Tanto o seu nome (enviado), como a frase “correm brandamente”, parecem referirem-se ao fato de que o tanque era abastecido por um aqueduto que trazia as águas da Fonte da Virgem, uma nascente no vale de Cedrom. 
Neste cano, cavado em uma pedra, foi descoberta em 1880, com uma inscrição que descrevia como trabalharam os mineiros, partindo das extremidades e encontrando-se no meio. 
Com Iodas as probabilidades, tanto o tanque como o cano devem atribuir-se a Ezequias conforme já dissemos, 2 Rs 20.20. 
O tanque de Siloé é um reservatório de 18 metros de comprimento por 6 de largura e 6 de profundidade.
Fonte Enciclopédia Bíblica Orlando Boyer Instituto Pindamonhangaba. 


Comentários

Postar um comentário

Responderemos a todos sempre que necessário.Obrigado pela visita ao site.