Se quiser faça uma doação. Luiz S Santos. Administradores (Inf: +55 11941343232)

AS SETENTA SEMANAS PROFÉTICAS DE DANIEL


As setenta semanas /QUANDO COMEÇARÁ AS SETENTA SEMANAS?
“Setenta semanas estão determinadas sobre o teu povo...” (Dn 9.24).
Setenta semanas estão determinadas sobre o teu povo, e sobre a tua santa cidade, para cessar a transgressão, e para dar fim aos pecados, e para expiar a iniqüidade, e trazer a justiça eterna, e selar a visão e a profecia, e para ungir o Santíssimo. E depois das sessenta e duas semanas será cortado o Messias, mas não para si mesmo; e o povo do príncipe, que há de vir, destruirá a cidade e o santuário, e o seu fim será com uma inundação; e até ao fim haverá guerra; estão determinadas as assolações. Daniel 9: 24,26 .
Esta profecia de Daniel a respeito de Israel e da cidade santa (Jerusalém) é fundamental para os últimos tempos. Nessa profecia, cada dia da semana significa um ano, e assim, a palavra traduzida por “semanas” significa, aqui, uma unidade numérica de sete anos, conforme conforme Levítico 25.8 uma semana tem sete anos.
Também contarás sete semanas de anos, sete vezes sete anos; de maneira que os dias das sete semanas de anos te serão quarenta e nove anos, Levítico 25:8.
A contagem das “setenta semanas” compreendem, portanto, a um período de 490 anos: 
70 x 7 = 490. 
O termo original traduzido por “semana” em Daniel 9.27 é literalmente “setenário”, isto é, sete anos. MAS QUANDO COMEÇARÁ AS SETENTA SEMANAS?
 “Sabe e entende: desde a saída da ordem para restaurar e para edificar Jerusalém, até ao Ungido, ao Príncipe, sete semanas e sessenta e duas semanas, as ruas e as tranqueiras se reedificarão, mas em tempos angustiosos” (Dn 9.25), A ordem foi dada no ano 445 a.C. a Neemias com reinado de Artaxerxes veja bem que é uma data aproximada.
Deus revelou a Daniel que sessenta e duas e mais sete, que seriam sessenta e nove períodos de sete anos, somava portanto 483 anos, transcorreriam entre a data da ordem para reconstruir Jerusalém e a vinda do Messias, o Ungido.
 As três divisões das setenta semanas. 
 07 Semanas Daniel 9.25, 49 anos.
 62 Semanas Daniel 9.25, 434 anos.
01 Semana Daniel 9.26, 7 anos.
  A Primeira Divisão ;
Sete Semanas De acordo com Dn 9.25, Jerusalém seria edificada e restaurada da destruição que o império Babilônico causou a santa cidade .
(No ano terceiro do reinado de Jeoiaquim, rei de Judá, veio Nabucodonosor, rei de babilônia, a Jerusalém, e a sitiou. Nos seus dias subiu Nabucodonosor, rei de babilônia, e Jeoiaquim  ficou três anos seu servo; depois se virou, e se rebelou contra ele, Dn 1.1; 2ª Rs 24.1), esta ordem foi dada pelo Rei Artaxerxes em (Ne 2.1-8) aproximadamente no ano 445 a.C. veja bem é aproximadamente.
Examinando mais amiúde os  registros da história mostra nos que em 445 a.C. foi a data esse decreto e nesta mesma data o início da contagem da primeira divisão do tempo profético, que terminou aproximadamente no ano 397 a.C., o que é relativo a 49 anos (7 semanas), onde a santa cidade estaria totalmente reconstruída em tempos angustiosos sob a liderança de Neemias o estadista.
Esta palavra cumpriu literalmente no tempo previsto vejamos;
(ref. Ed 1.1; Ed 4.11-24, No primeiro ano de Ciro, rei da Pérsia (para que se cumprisse a palavra do SENHOR, pela boca de Jeremias), despertou o SENHOR o espírito de Ciro, rei da Pérsia, o qual fez passar pregão por todo o seu reino, como também por escrito, dizendo:
Este, pois, é o teor da carta que mandaram ao rei Artaxerxes: 
Teus servos, os homens dalém do rio, em tal tempo. 
Saiba o rei que os judeus, que subiram de ti, vieram a nós em Jerusalém, e reedificam aquela rebelde e malvada cidade, e vão restaurando os seus muros, e reparando os seus fundamentos. Agora saiba o rei que, se aquela cidade se reedificar, e os muros se restaurarem, eles não pagarão os direitos, os tributos e os pedágios; e assim se danificará a fazenda dos reis.
Agora, pois, porquanto somos assalariados do palácio, e não nos convém ver a desonra do rei, por isso mandamos avisar ao rei. 
Para que se busque no livro das crônicas de teus pais. 
E acharás no livro das crônicas, e saberás que aquela foi uma cidade rebelde, e danosa aos reis e províncias, e que nela houve rebelião em tempos antigos; por isso foi aquela cidade destruída.
Nós, pois, fazemos notório ao rei que, se aquela cidade se reedificar, e os seus muros se restaurarem, sucederá que não terás porção alguma deste lado do rio. 
E o rei enviou esta resposta a Reum, o chanceler, e a Sinsai, o escrivão, e aos demais seus companheiros, que habitavam em Samaria; como também aos demais que estavam dalém do rio: 
Paz! em tal tempo.
A carta que nos enviastes foi explicitamente lida diante de mim.
E, ordenando-o eu, buscaram e acharam, que de tempos antigos aquela cidade se levantou contra os reis, e nela se têm feito rebelião e sedição. Também houve reis poderosos sobre Jerusalém que dalém do rio dominaram em todo o lugar, e se lhes pagaram direitos, tributos e pedágios. Agora, pois, dai ordem para impedirdes aqueles homens, a fim de que não se edifique aquela cidade, até que eu dê uma ordem.
E guardai-vos de serdes remissos nisto; por que cresceria o dano para prejuízo dos reis?
Então, depois que a cópia da carta do rei Artaxerxes foi lida perante Reum, e Sinsai, o escrivão, e seus companheiros, apressadamente foram eles a Jerusalém, aos judeus, e os impediram à força e com violência. Então cessou a obra da casa de Deus, que estava em Jerusalém; e cessou até ao ano segundo do reinado de Dario, rei da Pérsia).
 2. A Segunda Divisão
Sessenta e Duas Semanas.
 Têm-se calculado 483 anos após o decreto da reedificação do templo e à vinda do “Ungido” (v. 25).
 A segunda divisão tem início aproximadamente no ano 397 a.C. e vai até os dias dos apóstolos de Cristo incluindo no pentecoste que foi em 40 dias depois da ascensão do Senhor, neste período o Cristo iria nascer, sim o Messias e morrer, e logo após Jerusalém seria invadida e destruída pelo Império Romano, neste caso, os 483 anos referentes as sessenta e nove semanas terminaram aproximadamente em 27 d.C. 
“E, depois das sessenta e duas semanas, será tirado o Messias e não será mais; e o povo do príncipe, que há de vir, destruirá a cidade e o santuário, e o seu fim será com uma inundação; e até ao fim haverá guerra; estão determinadas assolações” (Dn 9.26).
O principe que haveria de vir seria a invasão liderada por Tito general Romano ele destriu a cidade literalmente.
Depois das “sete semanas” (v. 25) e mais “sessenta e duas semanas”, um total de sessenta e nove semanas (483), duas coisas aconteceram.
  O Messias seria “tirado” (crucificado) (ref. Is 53.8). 
Jesus foi rejeitado pelos judeus, condenado e morte na cruz. O povo presente à condenação de Cristo clamou isso:“O sangue caia sobre nós e sobre os nossos filhos (Mt 27.25). Israel era o povo especial de Deus, representante do Senhor no mundo, e fazia parte, como os ramos naturais, da boa Oliveira (Rm 11.24).
 Porém, os judeus rejeitaram Jesus (Jo 1.11).  Por isso, foram quebrados da Oliveira, isto é, foram rejeitados pelo Criador.
 (Jr 11.16; Rm 11.19-20 Denominou-te o Senhor oliveira verde, formosa por seus deliciosos frutos, mas agora à voz de um grande tumulto acendeu fogo ao redor dela e se quebraram os seus ramos.  Dirás, pois: Os ramos foram quebrados, para que eu fosse enxertado. Está bem; pela sua incredulidade foram quebrados, e tu estás em pé pela fé. Então não te ensoberbeças, mas teme,)
e no seu lugar, foi enxertado a Igreja;
(Rm 11.17-19, E se alguns dos ramos foram quebrados, e tu, sendo zambujeiro, foste enxertado em lugar deles, e feito participante da raiz e da seiva da oliveira, não te glories contra os ramos, e, se contra eles te gloriares, não és tu que sustentas a raiz, mas a raiz a ti. Dirás, pois: Os ramos foram quebrados, para que eu fosse enxertado ). Iniciou-se então, a dispensação da graça a igreja nascida no dia de pentecostes, cinquenta dias depois da ressurreição do Senhor.
(Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome; Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus. Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito. Porque a lei do Espírito de vida, em Cristo Jesus, me livrou da lei do pecado e da morte. Porquanto o que era impossível à lei, visto como estava enferma pela carne, Deus, enviando o seu Filho em semelhança da carne do pecado, pelo pecado condenou o pecado na carne; Para que a justiça da lei se cumprisse em nós, que não andamos segundo a carne, mas segundo o Espírito.
  A igreja da graça é formada por aqueles que o Todo poderoso purificou para si, a fim de serem Seu povo especial, zeloso de boas obras (O qual se deu a si mesmo por nós para nos remir de toda a iniqüidade, e purificar para si um povo seu especial, zeloso de boas obras., Tito 2:14).
 Nós (Igreja) somos agora: “...raça eleita de Deus, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz; vós, sim, que, antes, não éreis povo, mas, agora, sois povo de Deus, que não tínheis alcançado misericórdia, mas, agora, alcançastes misericórdia” (1ª Pe 2.9-10).
O povo do príncipe, que há de vir, destruiria Jerusalém e o templo.
 O “povo do príncipe ” refere-se ao exército do anticristo que na época estará  no poder mundial.
 General Tito, comoandou a dispersão dos judeus(Dn 9.25-26, mas ele não era o príncipe que viria, ele é só um tipo do anticristo. 
O povo do príncipe, que há de vir, destruiria Jerusalém e o templo.  O “povo do príncipe ” refere-se ao exército do anticristo que na época estará  no poder mundial.  General Tito, comoandou a dispersão dos judeus(Dn 9.25-26, mas ele não era o príncipe que viria, ele é só um tipo do anticristo.


Note-se que a destruição de Jerusalém não ocorreu imediatamente após a crucificação de Cristo. Portanto, há um (hiato uma fenda, abertura, é a lacuna da igreja) de tempo entre o final das sessenta e nove semanas e o início da septuagésima semana.
  A maioria dos exegetas concluem que este período de tempo corresponde ao período da Igreja. Portanto, podemos notar que para septuagésima semana, falta uma, e sobre esta há grande expectativa.
 E esta última semana terá início logo após o arrebatamento da Igreja, que serão os sete terríveis anos da Grande Tribulação? Acredita-se que sim, pois a igreja salva pela graça, e não por sofrimento.
  A Terceira Divisão
  Uma Semana Sete Anos.
 A terceira divisão, a última das setenta semanas de Daniel é ainda futura, ainda não se cumpriu, devido o povo Judeu não estar na cidade santa (Dn 9.24).
 Como já foi visto na segunda divisão, os Romanos invadiram Jerusalém no ano 70 d.C e expulsaram os Judeus da cidade e os mesmos foram dispersos para muitas nações (Ez 36.19-20; Lc 21.24,E espalhei-os entre os gentios, e foram dispersos pelas terras; conforme os seus caminhos, e conforme os seus feitos, eu os julguei. E, chegando aos gentios para onde foram, profanaram o meu santo nome, porquanto se dizia deles: Estes são o povo do Senhor, e saíram da sua terra, Ezequiel 36:19,20  ) e nesta data a profecia teve de ser interrompida na sua sexagésima nona semana, pois o povo judeu não se encontrava na cidade de Jerusalém, e para que esta profecia se cumpra é necessário que o povo do profeta Daniel esteja em Jerusalém.
Mas, no dia 14/05/1948, os Judeus começaram a voltar para a santa cidade, neste mesmo dia cumpriu-se a profecia do profeta Isaías 66.8.
Na verdade os Judeus já residem na cidade santa, porém ainda não tem o domínio total de Jerusalém, eles a dividem com os palestinos que querem ter domínio de toda Jerusalém e em troca darão a paz que os Judeus procuram.
Todos os dias ouvimos falar de ataques e terrorismo no Oriente Médio, pois Satanás procura impedir que esta profecia se cumpra. Para ter início a última semana é necessário Israel voltar e ser restabelecida como Nação. E foi nesta pergunta que os apóstolos fizeram a Cristo, “restauraras tu o reino a Israel neste tempo?”
(At 1.16).
Pois sabiam os apóstolos que logo após Cristo restaurar o reino de Israel o mesmo Cristo iria reinar no trono de Jerusalém e a paz estaria de vez com o povo israelita (Is 66.8-10).
 Esta última semana não pode ter se cumprido em hipótese alguma, pois nesta última semana (sete anos) os Judeus irão fazer um acordo com o assolador (Anticristo), e este assolador irá ser destruído, porém isto ainda não aconteceu, Israel ainda não fez este acordo com ele (Is 28.15-18), muito menos o Anticristo manifestou-se, sendo assim podemos afirmar que esta última semana de Daniel ainda não cumpriu-se, pois a profecia permanece interrompida. Shalom.

Comentários