WhatsApp

Translate

OS QUATRO ÚLTIMOS IMPÉRIOS MUNDIAIS.


Sobre vinda de Cristo. Quando Começa o Milênio? Quer ter salvação em Cristo? Cuidado O Inferno Existe. Veja aqui Documentários. Perca Seu Medo Da Vida Futura. Jesus Foi e Voltará Buscar a Igreja. Fazemos estudos bíblicos, debatemos assuntos polêmicos da bíblia.
Vemos predito então, o futuro do mundo gentílico na era dos "últimos dias"(Mas há um Deus no céu, o qual revela os mistérios; ele, pois, fez saber ao rei Nabucodonosor o que há de acontecer nos últimos dias; o teu sonho e as visões da tua cabeça que tiveste na tua cama são estes: Daniel 2:28).
Isto alcança os tempos da volta de Jesus e o estabelecimento do Milênio, que será real e não simbólico, como ensinam alguns teólogos:
"Mas, nos dias destes reis, o Deus do céu, suscitará um reino que não será jamais destruído; este reino não passará a outro povo: esmiuçará e consumirá todos estes reinos, mas ele mesmo subsistirá para sempre" (2.44).Este será o reino do MESSIAS.
 A matéria profética deste post é tão importante na Bíblia, pois vemos repetida no capítulo 7.
 Uma das diferenças é que aqui, no capítulo 2, a revelação divina veio por meio de um sonho profético de Nabucodonosor; e no capítulo 7, por meio de uma visão profética concedida a Daniel.
1. "reinado de Nabucodonosor"
 (2.1). O fato ocorreu um ano após a ida de Daniel para Babilônia, portanto, durante o seu curso no palácio do rei. Deus quer usar os estudantes crentes durante os seus cursos.
Nabucodonosor foi o primeiro monarca da história a dominar toda a terra habitada na época(Jr 27.6,7).
 2. "e passou-se-lhe o sono" (Dn 2.1).
Um monarca com insônia!
Deus dá o sono, mas também o tira quando quer. Ver outros casos famosos na história: Saul (1 Sm 26.12); Assuero (Et 6.1); Dario (Dn 6.18). 3. "e os caldeus" (2.2). Esta distinção mostra que os caldeus, como aqui declarado, constituíam de algum modo uma classe separada de sábios.
 4. Texto em língua aramaica. De 2.4 a 7.28 do livro de Daniel, o texto está escrito em aramaico, no original. Certamente há nisso uma lição para o mundo gentílico. O aramaico era a língua do comércio e da diplomacia da época.
5. O sonho do rei, esquecido (2.3-9).
Deus fala por meio de sonhos (Jó 33.15,16). A Bíblia faz menção de 34 sonhos, sendo 22 no AT e 12 no NT. 6.
 Os ocultistas impotentes (2.10,11,27). Sim, impotentes para revelar o futuro, quando os fatos procedem de Deus.
7. Um culto de oração da mocidade (2.17-23).
Muitas outras coisas edificantes aprendemos nestes versículos: que Daniel era homem de oração; que é bom ter amigos que oram nas dificuldades; que é de grande valor e peso a oração unânime; que Deus responde à oração de jovens sinceros; que a oração deve estar permeada de louvor a Deus. 8. Daniel na presença do rei (2.25-30).
 Aqui temos um dos muitos casos de um judeu desprezado resolver problemas da humanidade. É também o caso de José, o filho de Jacó, que, esquecido numa prisão do Egito, tornou-se o salvador do mundo. A história se repete através dos tempos.
 Nos tempos modernos temos casos como o de Disraeli, e de Sabin e muitos outros. Outras lições dos versículos 25-30: a convicção e a autoridade espiritual de Daniel (v. 24); Daniel dá testemunho de Deus na presença do rei (v. 28); Deus revela mistérios (v. 28); Daniel tão importante, material e espiritualmente, não se julgou superior a ninguém (v. 30): quem de fato é importante, é assim mesmo! 9. A revelação do sonho esquecido (2.29-35).
O rei deve ter ficado muito emocionado quando Daniel, que nada tinha com o sonho, começou a reproduzi-lo fielmente...
10. A interpretação do sonho profético (2.36-43).
Na enorme estátua do sonho do rei, está predita a história das nações dos "tempos dos gentios", começando por Nabucodonosor até a vinda de Jesus.
Aqui estão os quatro últimos impérios mundiais até a vinda de Cristo:
 a) Babilônia (a cabeça de ouro) (2.32,37,38).
b) Medo-Pérsia (o peito e os braços de prata) (2.32,39).
] c) Grécia (o ventre e os quadris de bronze) (2.32,39).
d) Roma (as pernas de ferro, e os pés - parte de ferro e parte de barro - 2.35,40-43).
Alguns pormenores interessantes:
A cabeça da estátua (2.32,37,38) representa o começo, o início, dos tempos dos gentios, isto é, o Império Babilônico. (Sobre a expressão "tempo dos gentios", ler Lucas 21.24). O peito de prata da estátua e seus dois braços (2.32,39).
Representação da coligação do Império Medo-Persa, o segundo império mundial.
O ventre de bronze da estátua (2.32,39).
 Não há pormenores aqui.
No capítulo 7, sim. Trata-se do terceiro império mundial, a Grécia.
As duas pernas de ferro da estátua (2.33,40).
As pernas são a parte mais longa do corpo, o que indica a extensão do domínio romano, do qual somos atualmente uma forma.
As duas pernas correspondem à divisão do Império Romano em Ocidental e Oriental, ocorrida em 395 d.C.
Os dez dedos dos pés na imagem (2.41,42).
São dez reinos, como forma ou expressão final do Império Romano, nos últimos dias da presente dispensação, como se vê no versículo 44: "Mas, nos dias destes reis..."
 Esses dez reis correspondem aos dez chifres do quarto animal de Daniel 7.24 e aos dez chifres da besta de Apocalipse 13.1 e 17.3.
Trata-se de um poder político que existiu, e que no presente momento não existe, mas que voltará a existir segundo a palavra profética("era e não é e está para emergir" - Ap 17.8).
 Os pés, em parte de ferro, em parte de barro (2.33,41-43).
Ferro e barro não se misturam! Isto revela que neste tempo do fim não haverá "nações unidas".
O ferro é o governo ditatorial, totalitário que hoje cada vez mais aumenta em todos os continentes (v. 40).
O barro é o governo do povo, democrático, republicano.
O barro é formado de partículas soltas, o que indica governo do povo, como se apresenta o regime democrático.
Já o ferro é formado de blocos compactos, indicando poder centralizado.
Temos hoje no mundo estas duas formas de governo.
Vemos assim pela Palavra de Deus que a última forma de governo na terra não será o comunismo total, como eles apregoam.
A crescente inferioridade dos metais na estátua profética (2.32,33).
Ouro, prata, bronze, ferro com barro.
 Isto revela que o mundo não melhorará nem moral, nem politicamente, e sim piorará cada vez mais. É o que nos assegura esta profecia.
Conforme o pensar deste mundo (inclusive a filosofia comunista), a cabeça devia ser de barro e os pés de ouro. Ao contrário, a cabeça é que é de ouro e os pés de barro!
 A imagem de Nabucodonosor é uma descrição bíblica da degeneração da raça humana alienada de Deus.
É o capítulo 1 de Romanos, versículos 18 ss. 11.
O último reino mundial (2.44,45).
Esse reino é proveniente do Céu.
 Ele será implantado sem intervenção humana.
O versículo 34 diz: "Uma pedra foicortada sem auxílio de mãos". Essa pedra é Cristo (At 4.11; 1 Co 10.4; 1 Pe 2.4).
Uma montanha nada mais é do que barro sob diferentes formas. Isto fala de Jesus que nasceria como homem aqui na terra (Is 53.3), sem intervenção humana, isto é, sendo gerado pelo Espírito Santo, e não pelo homem.
Algo idêntico ocorrerá quando o reino de Deus for estabelecido aqui brevemente, ou seja, sem auxílio humano. Jesus não será nomeado e entronizado pelo homem. Sua conquista não será efetuada por armas carnais. (Ler 2 Tessalonicenses 2.8.) .
Quanto à expressão "sem o auxílio de mãos" (v. 45), isto é, sem o auxílio de mãos humanas, o leitor deve ler Daniel 8.25 e Lamentações 4.6.
A pedra bateu violentamente nos pés da estátua e esmiuçou-a (v. 45). Quatro vezes está dito que a pedra esmiuçou a imagem (vv. 34,40,44,45). Portanto, o mundo não findará convertido pela pregação do Evangelho, e sim destruído com violência sobrenatural na vinda de Jesus.
Isso ocorrerá em Armagedom, no tempo do domínio mundial das dez nações confederadas sob o Anticristo (Ap 17.11-13 com 19.11-21).
 No versículo 34 vemos que a pedra feriu a estátua nos pés, e em seguida destruiu a cabeça, o peito, o ventre e as pernas. Isso indica que todas as formas de governo representadas por essas partes da estátua, existirão sob a Besta, no futuro! Já se fala definidamente da formação dos Estados Unidos da Europa, onde outrora ficava o núcleo do Império Romano.
 O Mercado Comum Europeu já é uma realidade.
Para a organização dos Estados Unidos da Europa é apenas mais um passo.
O efeito da majestade divina (2.46,47) foi poderoso e eficaz sobre Nabucodonosor. Essa majestade manifestou-se através da sobrenatural interpretação do sonho
. Nova elevação de Daniel (2.48). Agora ele era governador da província de Babilônia e chefe supremo dos sábios. (Ler também cap. 4.9 e 5.11.).
 Poucos homens deste mundo tiveram honra igual a Daniel: servir nos mais altos postos do governo em dois dos maiores impérios mundiais: o babilônico e o medo-persa.
 O excelente espírito de Daniel (2.49 - ver também 5.12 e 6.3.) .
Ele, ao galgar os degraus da fama e posição, permaneceu humilde.
Não esqueceu seus amigos que o ajudaram e providenciou a elevação deles também. Tinha realmente um "espírito excelente". Muitos, ao serem elevados, esquecem de todos, até mesmo dos que os ajudaram a subir.
Há muita gente neste mundo amargurada por ingratidões.
Que sabe o leitor neste particular?
 . Conclusão.
A estátua começou como um colosso grandioso e terminou em pó (2.35).
A pedra começou com uma obra diminuta, mas depois encheu o mundo inteiro: "encheu toda a terra" (v. 35).
Em Mateus 21.42-44 temos a explanação cabal da profecia da Pedra, dada por Jesus, que é a própria Pedra. a. A Pedra rejeitada por Israel (v. 42).
"A pedra que os construtores rejeitaram ". Isso se refere a Israel, no passado, quando rejeitaram a Pedra! - "Não queremos que este reine sobre nós" (Lc 19.14).b.
A Pedra angular da Igreja (v. 42).
"Essa veio a ser a principal pedra angular".
 Isso se refere à edificação da Igreja no presente. c.
A Pedra esmiuçará as nações (v. 44) - aquele sobre quem ela cair ficará reduzido a pó. Isso é futuro, e refere-se ao Senhor Jesus na sua vinda, esmiuçando as nações amotinadas contra Deus, conforme vemos no Salmo 2, que deve ser lido aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responderemos a todos sempre que necessário.Obrigado pela visita ao site.

Como Será Os últimos Dias ? A Vinda De Cristo.

Várias expressões na Bíblia Aponta para os tempos finais desse sistema antes da volta de Jesus. Muitas vezes chamamos de os últimos dias, úl...