WhatsApp

Translate

O QUE SÃO OS SACRAMENTOS Mt 28.19?


Os sacramentos da igreja
                                                                                                                                                            Cristo instituiu dois ritos para seus seguidores observarem: o batismo, o rito de iniciação realizado uma vez para sempre
(Mt 28.19; GI 3.27), e a Ceia do Senhor, como rito regular de recordação ( 1Co 11.23-26). Estes são chamados de "sacramentos" na Igreja Ocidental ede "mistérios" na Igreja Ortodoxa Oriental, ou de "ordenanças".

  As Escrituras não têm termos técnicos para esses dois ritos ou para as correspondentes observâncias do Antigo Testamento, isto é, para a circuncisão dos meninos, como um rito de iniciação (Gn 17.9-14,23-27), e a Páscoa anual, como um rito de recordação (Êx 12.1-27}.
 O ensino bíblico, contudo, justifica a classificação de todos eles juntos como sinais e selos de um relacionamento pactual com O Deus.
"Sacramento" vem de uma palavra latina que significa "sagrado". O estudo dos ritos cristãos leva a uma definição de sacramento como uma ação ritual instituída por Cristo, na qual os sinais percebidos pelos sentidos expõem diante de nós a graça de Deus em Cristo e as bênçãos da sua aliança. Comunicam e confirmam essas bênçãos aos crentes, que, ao receberem  os sacramentos, respondem
à graça de Deus e declaram sua fé e sua lealdade a Ele. 
Os sacramentos "determinam uma diferença visível entre os pertencentes à igreja e o resto do mundo". 
Os sacramentos "solenemente engajam os regenerados no serviço de Deus em Cristo. segundo a sua Palavra" (Confissão de Westminster, XXVll.1 ).
Foi um erro da Igreja Medieval classificar como sacramentos mais cinco ritos (confirmação, penitência, matrimônio, ordenação e extrema-unção).

   Esses cinco não são selos de um relacionamento pactuai com Deus. 
Não foram instituídos por Cristo e não têm qualquer sinal ou cerimônia visível ordenada por Deus (Trinta e Nove Artigos, XXV).
Os sacramentos são meios de graça. pois Deus faz uso deles para fortalecer a confiança da fé em suas promessas e criar atitudes de fé para receber as boas dádivas (por eles) significadas. A eficácia do sacramento não está na fé ou na virtude do ministrante, mas na fidelidade de Deus, que, tendo dado os sinais, se apraz agora em usá-los.

  Cristo eos apóstolos falam do sinal como se fosse a coisa significada e como se receber aquele fosse o mesmo que receber esta (Mt 26.26-28; 1Co 10.15-21; 1Pe 3.21-22}.
 Do mesmo modo que a pregação da Palavra torna o evangelho audível, assim os sacramentos o tornam visível.
Os sacramentos fortalecem afé por relacionar as crenças cristãs com o testemunho dos nossos sentidos. 

Catecismo de Heidelberg, em sua resposta à pergunta 75, ilustra isso. As palavras-chave são "tão certo como".
Cristo me mandou, assim como a todos os fiéis, comer do pão partido e beber do cálice em sua memória.

 E ele acrescentou esta promessa: primeiro: que, por mim, seu corpo foi sacrificado na cruz e que, por mim, seu sangue foi derramado, tão certo como vejo com meus olhos que o pão do Senhor é partido para mim e o cálice me é dado;segundo: que ele mesmo alimenta e sacia minha alma para a vida eterna com seu corpo crucificado e seu sangue derramado, tão certo como recebo da mão do ministro e tomo com minha boca o pão e o cálice do Senhor. Eles são sinais seguros do corpo e do sangue de Cristo.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responderemos a todos sempre que necessário.Obrigado pela visita ao site.

Israel Na Grande Tribulação / O Holocausto Foi Mentira?

Israel sempre foi um povo sofrido, desde os tempos de Abraão, Isaque, e Jacó. Sua sobrevivência sempre esteve ameaçada por muitos povos vizi...