WhatsApp

Translate

A DOUTRINA PENTECOSTAL.


Pentecostal,pentecostes

O Protestantismo e a Doutrina Pentecostal
Temos como alvo, neste jornal, estudar o parecer dos grandes representantes do movimento evangélico e protestante mostrando assim, que se os tais vivessem hoje, tendo em vista aquilo no qual acreditavam acerca do Espírito Santo, seriam fatalmente chamados de pentecostais
. OS PAIS DA IGREJA .
"Os escritores do século I do cristianismo, falam do enchimento ou da plenitude ou ainda do batismo com o Espírito Santo, como experiência normal. Assim lemos em Tertuliano, Teófilo de Antioquia, Clemente de Alexandria, Origenes, etc.
O livro DEEPER EXPERIENCES OF FAMOUS CHRISTIANS de Lawson, está cheio de maravilhosas provas do que acima dissemos" (CRISTÃOS FAMOSOS DISSERAM ...,
O folheto de poder N- 6, pág. 23 )
OBS: DEEPER EXPERIENCES OF FAMOUS CHRISTIANS : Bethany Fellowship, 6820 auto club Road Minneapolis, 55431.
O movimento montanista do século II, corresponde hoje em relação a doutrina do Espírito Santo, ao pentecostalismo: "Os montanistas podem ser considerados os antepassados dos pentecostais "
( BREVE HISTÓRIA DOS BATISTAS, J. Reis Pereira, 3' edição, JUERP, pág.33)
 Tertuliano, um dos mais famosos pais da Igreja, aderiu ao movimento montanista : "O que deu certa importância ao montanismo foi a posterior adesão de Tertuliano...
"( BREVE HISTÓRIA DOS BATISTAS, J. Reis Pereira, pág 33 ) 
Quando a igreja apóstata ( Roma ) declarou o movimento montanista como "herético ",
 Irineu também se colocou na defesa do montanismo : "... Roma temeu os excessos. E o montanismo foi declarado herético, e nem mesmo a influência de IRINEU E TERTULIANO pôde suavizar a acusação"
 (ELES FALAM EM OUTRAS LÍNGUAS, pág.116, John Sherrill)
 Agostinho, assim como IRINEU E TERTULIANO, é considerado "pai da Igreja". Santo Agostinho escreveu:
"Nós faremos o que os apóstolos fizeram, quando impuseram as mãos sobre os samaritanos e invocaram o Espírito Santo sobre eles: esperamos que os convertidos falem novas línguas " Tertuliano nos seus escritos, conta as manifestações de línguas do movimento montanista. Irineu escreveu:
"Temos em nossas igrejas Irmãos que possuem dons proféticos e, pelo Espírito Santo, Falam em toda classe de línguas." João Crisóstomo, também considerado "Pai da Igreja ", escreveu: " Qualquer pessoa que fosse batizada nos dias apostólicos, imediatamente falava línguas " OS REFORMADORES PROTESTANTES.
 Sobre Martinho Lutero, Diz Souer na HISTÓRIA DA IGREJA ALEMÃ:
"O Dr. Martinho Lutero, foi um profeta, evangelista, falador em línguas e intérprete, tudo em uma só pessoa, dotado de todos os dons do Espírito.
" Para Calvino, o batismo no Espírito Santo era a recepção da graça visível (através das línguas) e a introdução do cristão no mundo dos dons espirituais.
Vejamos os escritos de Calvino : "... batismo no Espírito Santo, isto são as graças visíveis do Espírito Santo concedidas pela imposição de mãos." Não é novidade indicar essas graças pela palavra 'batismo '.
Como no dia de pentecostes, é dito que os apóstolos relembraram as palavras do Senhor sobre o batismo de fogo e do Espírito.
 E Pedro menciona a mesma coisa quando viu essas graças derramadas sobre Cornélio, a sua casa e seus parentes ( Atos 11 : 16 )( Institutas IV, XV. 18).
 'Não é novidade o nome do batismo ser traduzido como dons do Espirito, como vimos no primeiro e no décimo primeiro capítulos ( Atos 1: 13; 11:16 ) onde Lucas disse que Cristo prometeu aos apóstolos mandar o Espírito visível, e chamou isso de batismo... quando o Espírito desceu sobre Cornélio, Pedro lembrou as palavras do Senhor: Sereis batizados com o Espírito Santo.
" ( COMENTÁRIO sobre Atos 19:5 ) 
"Quão ilustre era aquela igreja com respeito a uma abundância extraordinária e variedade de dons espirituais... Vemos agora a nossa magreza, não a nossa pobreza, mas nisto temos um justo castigo, enviado para retribuir a nossa ingratidão.
Pois nem as riquezas de Deus foram esgotadas, nem diminui a sua benignidade, mas nós não merecemos a sua abundância, nem somos capazes de receber a sua liberalidade.
" ( COMENTÁRIO sobre I Cor. 14:32)
 Sobre as línguas se expressou Calvino nos seus comentários :
 "Existem durante esses dias grandes teólogos que lutam contra os dons espirituais com zelo furioso. Por certo é porque entre nós o Espirito Santo tem honrado o falar em outras línguas como expressão de louvor..."
OS PIETISTAS .
Após a reforma, o cristianismo passou mais na frente por outra crise.
 As pessoas passaram a ter um cristianismo intelectual, e se esqueceram de que era necessário passar por uma experiência ( novo nascimento ) espiritual para ser salvo.
Surgiu, então, o movimento pietista que restabeleceu o lado experimental e espiritual da reforma. Entre os pietistas, os principais foram: João Wesley, Carlos Wesley e George Whitlfield.
Esses três na mesma ocasião: "Mais ou menos às três horas da manhã, perseverávamos em súplicas fervorosas, quando o poder de Deus desceu sobre nós de modo que choramos com grande gozo e muitos caíram por terra, atônitos.
 Todos começaram a dizer, como se fosse uma só voz: louvamos a ti, ó Senhor..." Sobre as línguas, temos:
"O ministério de Wesley, era envolvido não apenas com praticas devocionais como também com inovações, como as reuniões das sociedades e as pregações ao ar livre. Seu ministério também foi marcado por manifestações ao ar livre.
Seu ministério também foi marcado por 'manifestações de entusiasmo', incluindo curas e línguas." ( católicos pentecostais,
 Kevin e Dorothy anaghan, pág 316) OS AVIVALISTAS.
 Entre os grandes avivalistas, nós podemos destacar dois:
 Finney e Moody. Sobre o batismo no Espírito Santo de Finney, temos: "Recebi um grande batismo no Espírito Santo... não sei se deveria dizer, mas não pude me conter e balbuciava palavras inexpressivas do meu coração...
" ( autobiografia ) Sobre a manifestação de línguas no ministério de Finney, diz James Gilchrist Lawson era seu livro "Profundas Experiências de Cristãos Famosos:
"Em algumas ocasiões o poder de Deus se manifestava em tal grau nas reuniões de Finney, que quase todos os presentes caíam de joelhos em oração, ou melhor, oravam com lamentos e queixumes inenarráveis pelo derramamento do Espírito de Deus.
" D. L. Moody, assim relatou a sua experiência pentecostal :
 "Meu coração não sabia pedir aos outros ... clamei a Deus para que enchesse com o seu Espírito e ... um dia, na cidade de New York,- Oh que dia! nem posso descrevê-lo e raramente me refiro a ele; é uma coisa sagrada demais para ser mencionada.
 Paulo teve uma experiência da qual nunca falou por catorze anos. Apenas posso dizer que Deus se revelou a mim e senti tal expressão do seu amor que tive de pedir-lhe que detivesse a sua mão.
" O Dr. C. I. Scofield, editor da Bíblia de referência Scofield disse, nos funerais de Moody: "... ele era batizado com o Espírito Santo, e tinha consciência desse batismo. 
Era para ele algo tão definido quanto a experiência da conversão"
(A VIDA DE D. L. Moody, por seu filho, pág. 561 ) Sobre a manifestação de línguas, testemunhou o Ver. R. Boyd, batista e amigo íntimo de Moody, no seu livro "Provas e Triunfos da Fé ", edição de 1875 :
 "Quando cheguei a Vitória Hall, Londres, encontrei a assembléia ardendo. Os jovens estavam falando em línguas e profetizando. Qual seria a explicação de tão estranho acontecimento? Somente que Moody os estava dirigindo naquela tarde".
É preciso buscarmos o batismo no Espírito Santo como uma experiência distinta da conversão. Como disse C.H. SPURGEON:
"Pois se vós, sendo maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais dará o Pai celestial o Espírito Santo àquele que lhe pedirem! (Lucas 11: 13 ) .
Vede que há uma promessa distinta para os filhos de Deus, se tão somente pedirem, pois o Pai celestial está solícito para dar esse poder tanto quanto um pai terreno deseja satisfazer aos seus filhos. E esta promessa é feita excessivamente forte, pela urgência que tem, pois a expressão
"Quanto mais dará o Pai celestial" é enfática e mostra o grau de força que contém.
 O Senhor Jesus torna, pela comparação de um pai comum, a alegoria mais compreensiva. Deus o Pai nos dará o Espírito quando lhe pedirmos, porque se empenhou em fazê-lo, mediante um penhor comum: pedir. Para isto usou uma símile que desonraria o nome, se não o cumprisse. Colocaria as suas palavras em termos grosseiros, se não desse realmente o seu Santo Espírito a quantos o pedissem !"
(Twelve Sermons on the Holy Spirit pág 50) O MOVIMENTO PENTECOSTAL DO SÉCULO XX Os primeiros sinais do movimento foram no Instituto Bíblia Betel em Kansas City, onde a primeira pessoa a ser batizada no Espirito Santo foi Agnes Ozman em 1901.
 Vejamos o seu relato:
"Foi quando suas mãos foram postas na minha cabeça que o Espírito Santo caiu sobre mim e comecei a falar em línguas, glorificando a Deus... Fui a primeira a falar em línguas na escola bíblica... Disse-lhes que deviam buscar, não as línguas, mas sim o Espírito Santo.
" O pastor T. B. Barrat, o pai do pentecostalismo europeu, também testemunha:
 "Pedi ao líder da reunião, pouco antes da meia-noite, que impusesse as mãos sobre mim e orasse por mim. Imediatamente, o poder de Deus começou a operar no meu corpo, bem como em meu espírito. Eu era como Daniel, incapacitado sob o toque divino... e tive que apoiar-me na mesa da plataforma onde estava sentado, e deslizei para o chão...
 No mesmíssimo momento, meu ser ficou cheio de luz e de poder indescritível, e comecei a falar numa língua... tão altamente quanto podia...
" O pastor Batista John Osteen também conta a sua experiência: "Numa sala com ar condicionado, com minhas mãos erguidas... e meu coração ansiando por Deus, veio a lava quente e derretida do Seu amor.
 Entrou correndo como um rio do céu, e eu fiquei levantado fora de mim mesmo. Falei durante cerca de duas horas numa língua que não podia entender. Meu corpo transpirava como se eu tivesse num banho de vapor:
O BATISMO NO FOGO!" O Dr. W. E. Entzminger, compositor da grande parte dos hinos do Cantor Cristão, explica: " Mas perguntarão alguns: 'Não temos nós recebido já o Espírito Santo, visto que somos crentes?
 Sim, isso é verdade, pois sem o Espírito Santo em nós nunca poderíamos ser cristãos, como diz o apóstolo: 'se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele; o Espírito Santo é o que nos regenera e que nos liga a Cristo.
Ao mesmo tempo é incontestável que na maior parte dos crentes a presença do Espírito não se faz sentir, não se manifesta, neles não habita em poder, porque nunca fizeram eles uma entrega de si mesmos ao Espírito..."
 ( O PODER DO ALTO, CASA PUBLICADORA BATISTA, 1947, TERCEIRA EDIÇÃO) 
Spurgeon diz: "Se tivéssemos o selo do Espírito Santo em nosso ministério, com o seu poder, os nossos talentos pouco importariam.
 Os homens poderiam ser pobres e indoutos, suas palavras poderiam ser difíceis ou desprovidas de gramática, se a força do Espírito as acompanhasse, o mais humilde evangelista poderia ser mais eficiente que os mais eruditos teólogos ou do que os pregadores mais eloqüentes.
E o poder extraordinário de Deus, e não o talento, que ganha o dia.
É a unção extraordinária do Espírito, e não a capacidade mental fora do comum o que carecemos.
O poder mental pode encher o edifício, porém o poder espiritual enche a Igreja com o anseio da alma. O poder mental pode atrair congregações enormes, porém, é o poder espiritual que salva.
O que precisamos, é de poder espiritual (citado no Reavivamento que Precisamos, pg. 31)
 CONCLUSÃO ;
O que deseja o movimento de renovação espiritual é a resposta dos vários hinos do cantor cristão, tais como: "Senhor Jesus, ó vem me conceder A plenitude do consolador; Dos altos céus me outorga poder,
Poder do Espírito renovador" ( HINO 161 )
 Chuvas de bênçãos;
 "Gotas somente nós temos;
Chuvas rogamos a Deus" (Hino 168)
 "Aviva-nos, Senhor; Eis nossa petição. Ateia o fogo do alto céu Em cada coração" (
 Hino 171 ) NINGUÉM DETÉM, É OBRA SANTA!!!!!!!!!!. Artigo do Jornal Trombeta de Sião Ano I n.º 7 Editor – Pr. Glauco Magalhães

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responderemos a todos sempre que necessário.Obrigado pela visita ao site.

Como Será Os últimos Dias ? A Vinda De Cristo.

Várias expressões na Bíblia Aponta para os tempos finais desse sistema antes da volta de Jesus. Muitas vezes chamamos de os últimos dias, úl...