Se quiser faça uma doação. Luiz S Santos. Administradores (Inf: +55 11941343232)

O ARREBATAMENTO NO MEIO DA GRANDE TRIBULAÇÃO . . . ? ? ?


As duas testemunhas

0 S 144.000 E AS DUAS TESTEMUNHAS,
 Gleason Archer, defensor do mesotribulacionismo, entende que o arrebatamento da Igreja ocorrerá logo antes da ira de Deus ser derramada sobre a terra na metade do período de sete anos da Tribulação.
Ele cita Apocalipse 14, em que os 144.000 estão reunidos no monte Sião, como o provável momento do arrebatamento.
Ele reconhece que Apocalipse não menciona de forma explícita o arrebatamento daquela assembléia, mas sustenta que a descrição das condições daquela multidão sugere isto .
 Norman Harrison, que popularizou a teoria mensotribulacionista em 1941, enxerga o arrebatamento em Apocalipse 11.1-13, quando duas testemunhas são ressuscitadas e alçadas ao céu.
Estas testemunhas simbolizariam um nú­mero maior de testemunhas, supostamente a Igreja ainda viva e os santos ressurretos.
  O problema é que as duas testemunhas são pessoas reais e não representações de grupos maiores. Elas realizam atividades individuais e a Bíblia chega a descrever suas roupas,
Tais testemunhas serão mortas polo Anticristo e ressuscitadas.
Se Simbolizassem grupos maiores de fiéis, precisaríamos concluir que tais grupos seriam coletivamente martirizados.
Numa situação assim, não restaria nenhum crente sobre a terra para povoá-la durante 0 Milênio (veja Mt 25.31-34).
Isto também traria conseqüências para os 144.000 que foram selados para proteção, como vemos em Apocalipse 7.1-8.tiginosa decadência, um estupendo sucesso evangelístico levará inúmeros judeus e gentios a um relacionamento salvíftco com Jesus Cristo sem duvida,e participarão  e reinarão com Cristo  no Milênio.

Comentários