WhatsApp

Kit 5 Tenis Masculino Da Polo Open Original

Translate

QUE CONDIÇÕES DEUS EXIGE DOS HUMANOS PARA SALVÁ-LOS ?




Que significa a expressão condições da salvação?
 Significa oque Deus exige do homem a quem ele aceita por causa de Cristo ea quem dispensa as bênçãos do Evangelho da graça.
As Escrituras apresentam o arrependimento e a fé comocondições da salvação; o batismo nas águas é mencionado como
símbolo exterior da fé interior do convertido(Mar. 16:16; Atos 22:16; 16:31; 2:38; 3:19.).
Abandonar o pecado e buscar a Deus são as condições e ospreparativos para a salvação.
Estritamente falando, não há mérito nem no arrependimento nem na fé; pois tudo quanto é necessário para a salvação já foi providenciado a favor do ser humano.
Pelo arrependimento o penitente remove os obstáculos à recepção do dom; pela fé ele aceita o dom.
 Mas, embora sejam obrigatórios o arrependimento e a fé, sendo mandamentos, é implícita a influência ajudadora do Espírito Santo.
(Notem a expressão: "Deu Deus o arrependimento" Atos 11:18).
 A blasfêmia contra o Espírito Santo afasta o único que pode comover o coração e levá-lo à contrição.
Por conseguinte, para tal pecado não há perdão.
Mas qual é a diferença entre o arrependimento e a fé?
A fé é o instrumento pelo qual recebemos a salvação, fato que não se dá com o arrependimento.
O arrependimento ocupa-se com o pecado e o remorso, enquanto a fé ocupa-se com a misericórdia de Deus.
Pode haver fé sem arrependimento?
Não.
Só o penitente sente a necessidade do Salvador e deseja a salvação de sua alma.
Pode haver arrependimento verdadeiro sem fé?
Ninguém poderá arrepender-se no sentido bíblico sem fé na Palavra de Deus, sem acreditar em suas ameaças do juízo e em suas
promessas de salvação.
São a fé e o arrependimento apenas medidas preparatórias à salvação?
 Ambos acompanham o crente durante sua vida cristã; o arrependimento torna-se em zelo pela purificação da alma; e a fé
opera pelo amor e continua a receber as coisas de Deus.
(a) Arrependimento.
Alguém definiu o arrependimento das seguintes maneiras:
"A verdadeira tristeza sobre o pecado, incluindo um esforço sincero para abandoná-lo"; "tristeza piedosa
pelo pecado"; "convicção da culpa produzida pelo Espírito Santo ao aplicar a lei divina ao coração"; ou, nas palavras de menino:
"Sentir tristeza a ponto de deixar o pecado."
Ha três elementos que constituem o arrependimento segundo as Escrituras: intelectual, emocional e prático. Podemos ilustrá-los da seguinte maneira: (1) O viajante que descobre estar viajando em
trem errado. Esse conhecimento corresponde ao elemento intelectual pelo qual a pessoa compreende, mediante a pregação da
Palavra, que não está em harmonia com Deus.
(2) O viajante fica perturbado com a descoberta.
Talvez alimente certos receios.
Isso ilustra o lado emocional do arrependimento, que é uma autoacusação e tristeza sincera por ter ofendido a Deus.
(2 Cor. 7:10) .
(3) Na primeira oportunidade o viajante deixa esse trem e embarca no trem certo. Isso ilustra o lado prático do arrependimento, que significa em "meia-volta.. . volver!" e marchar em direção a Deus.
Há uma palavra grega traduzida "arrependimento", que significa literalmente "mudar de idéia ou de propósito".
O pecador arrependido se propõe mudar de vida e voltar-se para Deus; o resultado prático é que ele produz frutos dignos do
arrependimento. (Mat. 3:8.)
O arrependimento honra a lei como a fé honra o evangelho.
Como, pois, o arrependimento honra a lei?
Contristado, o homemlamenta ter-se afastado do santo mandamento, como também lamenta sua impureza pessoal que, à luz dessa lei, ele
compreende.
Confessando — ele admite a justiça da sentença divina.
Na correção de sua vida ele abandona o pecado e faz a reparação possível e necessária, de acordo com as circunstâncias.
De que maneira o Espírito Santo ajuda a pessoa a arrepender-se?
Ele a ajuda aplicando a Palavra de Deus à consciência, comovendo o coração e fortalecendo o desejo de
abandonar o pecado.
(b) Fé. Fé, no sentido bíblico, significa crer e confiar.
 É o assentimento do intelecto com o consentimento da vontade.
Quanto ao intelecto, consiste na crença de certas verdades reveladas concernentes a Deus e a Cristo; quanto à vontade,consiste na aceitação dessas verdades como princípios diretrizes
da vida.
A fé intelectual não é o suficiente (Tia. 2:19; Atos 8:13, 21) para adquirir a salvação.
 É possível dar seu assentimento intelectual ao Evangelho sem, contudo, entregar-se a Cristo.
A fé oriunda do coração é o essencial (Rom. 10:9).
 Fé intelectual significa reconhecer como verídicos os fatos do evangelho; fé provinda do coração significa a pronta dedicação da própria vida as obrigações implícitas nesses fatos.
 Fé, no sentido de confiança,implica também o elemento emocional.
Por conseguinte, a fé que salva representa um ato da inteira personalidade, que envolve o intelecto, as emoções e a vontade.
O significado da fé determina-se pela maneira como se emprega a palavra no original grego.
Fé, às vezes, significa não somente crer em um corpo de doutrinas, mas, sim, crer em tudo quanto é verdade, como, por exemplo nas seguintes expressões:
"Anuncia agora a fé que antes destruía (Gál. l:2d); apostatarão alguns da fé" (1 Tim. 4:1); "a batalhar pela fé que uma vez foi dada
aos santos (Jud. 8).
Essa fé é denominada, às vezes, "fé objetiva" ou externa. O ato de crer nessas verdades é conhecido como fé
subjetiva.
Seguida por certas preposições gregas a palavra "crer" exprime a idéia de repousar ou apoiar-se sobre um firme
fundamento; é o sentido da palavra crer que se lê no Evangelho de
João 3:16. Seguida por outra preposição, a palavra significa aconfiança que faz unir a pessoa ao objeto de sua fé. Portanto, te e o
elo de conexão entre a alma e Cristo.
A fé é atividade humana ou divina?
O fato de que ao homem e ordenado crer implica capacidade e obrigação de crer.
Todos os homens tem a capacidade de depositar sua confiança em alguém e em alguma coisa.
Por exemplo:
um deposita sua fé em riquezas, outro no homem, outro em amigos, etc.
Quando a crença e depositada na palavra de Deus, e a confiança está em Deus e em Cristo, isso constitui fé que salva.
Contudo, reconhecemos a graça do Espírito Santo, que ajuda, em cooperação com a Palavra, na
produção dessa fé (Vide João 6:44; Rom. 10:17; Gál. 5:22; Heb.
12:2.)
Que é então, a fé que salva? Eis algumas definições:
"Fé em Cristo e graça salvadora pela qual o recebemos e nele confiamos inteiramente para receber a salvação conforme nos é oferecida no evangelho.
" E o "ato exclusivamente do penitente, ajudado, de modo especial, pelo Espírito, e como descansando em Cristo."
 "É ato ou hábito mental da parte do penitente, pelo qual, sob a influencia da graça divina, a pessoa põe sua confiança em Cristo
como seu único e todo suficiente Salvador."
"É uma firme confiança em que Cristo morreu pelos meus pecados, que ele me amou e deu-se a si mesmo por mim."
"E crer e confiar nos méritos de Cristo, e por cuja cousa Deus está disposto a mostrar-nos misericórdia."
"É a fuga do pecador penitente para a misericórdia de Deus em cristo.
4. Conversão.
Conversão, segundo a definição mais simples, é abandonar o pecado e aproximar-se de Deus. (Atos 3:19.)
O termo é usado para exprimir tanto o período crítico em que o pecador volta aos
caminhos da justiça como também para expressar o
arrependimento de alguma transgressão por parte de quem ja se
encontra nos caminhos da justiça. (Mat. 18:3; Luc. 22:32; Tia.
5:20.)
A conversão está muito relacionada com o arrependimento e a
te, e, ocasionalmente, representa tanto um como outro ou ambos,
no sentido de englobar todas as atividades pelas quais o homem
abandona o pecado e se aproxima de Deus. (Atos 3:19; 11:21; 1Ped. 2:25.) O Catecismo de Westminster, em resposta à sua
própria pergunta, oferece a seguinte e adequada definição de
conversão:
Que é arrependimento para a vida?
Arrependimento para a vida é graça salvadora, pela qual o pecador, sentindo verdadeiramente o seu pecado , e lançando mão da misericórdia de Deus em Cristo, e
sentindo tristeza por causa do seu pecado e ódio contra ele, abandona-o e aproxima-se de Deus, fazendo o firme propósito de, daí em diante, ser obediente a Deus.
Note-se que, segundo essa definição, a conversão envolve a
personalidade toda — intelecto, emoções e vontade.
Como se distingue conversão de salvação?
 A conversão descreve o lado humano da salvação.
Por exemplo:
 observa-se que um pecador, bêbado notório, não bebe mais, nem joga, nem freqüenta lugares suspeitos;
 ele odeia as coisas que antes amava e ama as coisas que outrora odiava.
Seus amigos dizem:
"Ele está convertido; mudou de vida."  Essas pessoas estão descrevendo o que aparece, isto é, o lado humano do fato.
 Mas, do lado divino, diríamos que Deus perdoou o pecado do pecador e lhe deu um novo coração.
Mas isso significa que a conversão seja inteiramente uma questão de esforço humano?
Como a fé e o arrependimento estão inclusos na conversão, a conversão é uma atividade humana; mas ao mesmo tempo é um efeito sobrenatural sendo ela a reação por
parte do homem ante o poder atrativo da graça de Deus e da sua Palavra.
 Portanto, a conversão é o resultado da cooperação das atividades divinas e humanas.
"Assim também operai a vossa salvação com temor e tremor;  porque Deus é o que opera em vós tanto o querer como o efetuar segundo a sua boa vontade" (Fil.2:12,13).
As seguintes passagens referem-se ao lado divino da conversão: Jer. 31:18; Atos 3:26.
E estas outras referem-se ao lado humano: Atos 3:19; 11:18; Ezeq. 33:11.
Qual se opera primeiro, a regeneração ou a conversão?
As operações que envolvem a conversão são profundas e de caráter misterioso; por conseguinte, não as analisaremos com precisãomatemática.
 O teólogo Dr. Strong conta o caso de um candidato à ordenação a quem fizeram a pergunta acima.
 Ele respondeu: "Regeneração e conversão são como a bala do canhão e o furo do
cano do canhão — ambos atravessam o cano juntos."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responderemos a todos sempre que necessário.Obrigado pela visita ao site.

O Crente Pode Se Vestir Como Quiser? Não haverá traje de homem na mulher, e nem vestirá o homem roupa de mulher; porque, qualquer que faz isto, abominação é ao Senhor teu Deus. Deuteronômio 22:5

Quando lemos passagens como esta percebemos que Deus queria realmente proteger a sua criação de tomar rumos aos quais Ele não aprovaria. E ...