Se quiser faça uma doação. Luiz S Santos. Administradores (Inf: +55 11941343232)

OS TEMPLOS PASSADOS E FUTUROS NA PROFECIA.

O tabernáculo o Templo e a Arca da aliança têm um papel fundamental no relacionamento espiritual de Israel e hoje co toda cristandade. Eles a Israel e a igreja que não se pode se aproximar de Deus de qualquer jeito. Deve se aproximar de Deus de forma especial porque Ele é Santo. O Tabernáculo pode ser visto e entendido co um tenplo móvel. Um templo transitório para um povo transitório.


O tabernáculo o Templo e a Arca da aliança, têm um papel fundamental no relacionamento espiritual de Israel e hoje como toda cristandade. Eles a Israel e a igreja que não se pode se aproximar de Deus de Qu qualquer jeito.
Deve se aproximar de Deus de forma especial porque Ele é Santo.
O Tabernáculo pode ser visto e entendido co um tenplo móvel. Um templo transitório para um povo transitório. 
Ele era uma estrutura temporária que era movida de um lugar para outro conforme a necessidade. O Templo móvel era na verdade um precursor do templo de Salomão. 
E atendia de maneira satisfatória o proposito do Templo que viria em breve.
Depois que a nação entrou em Canaã e Davi foi consagrado Rei, DEUS Falou com ele sobre a nobre tarefa de construir um Templo ao Senhor. 
E quando o Templo foi inaugurando a presença visível de Deus se mudou da tenda para o Templo.
Porque agora escolhi e santifiquei esta casa, para que o meu nome esteja nela perpetuamente; e nela estarão fixos os meus olhos e o meu coração todos os dias, 2.Cron 7.16.
A palavra do nosso português para Templo vem do Latino (templum), isso é uma tradução do substantivo hebraico (bekal), e significa "casa grande", já na Bíblia as vezes fala de um templo celestial. Isaias o profeta do Antigo testamento, foi arrebatado ao céu e viu coisas gloriosas, e Deus no seu Santo Templo, episódio narrado em Isaias 6.
Já João tendo sido arrebatado também fala de um Templo celeste, Apoc 7.15, 11.19, 14.15 e 17, 15.5,6,8; 16.1,17.
O templo celestial serve de modelo para a morada terrena de Deus. 
O Tabernáculo, o Templo judaico, e a igreja hodierna.
A Bíblia fala de quatro templos.
Os primeiros dois e (Salomão e Herdes), estes já foram construídos e destruídos. 
No futuro na eternidade não haverá templo, porquê o novo céu e a nova terra não serão contaminado com o pecado, e então não teremos templos.  Deus Habitará livremente com os humanos.
Agora vem os dois últimos que é o Templo da tribulação e o do milênio, ainda não foram construídos e são descritos com detalhes na palavra profética.
No futuro na eternidade não haverá templo, porquê o novo céu e a nova terra não serão contaminado com o pecado, e então não teremos templos. 
Deus Habitará livremente com os humanos.
E ouvi uma grande voz do céu, que dizia: Eis aqui o tabernáculo de Deus com os homens, pois com eles habitará, e eles serão o seu povo, e o mesmo Deus estará com eles, e será o seu Deus, Apocalipse 21:3.
O primeiro templo conhecido como o Templo de Salomão foi construído pelo próprio Salomão. 
Embora Davi tivesse tido muito desejo de construir uma casa ao Senhor, não lhe foi permitido, porquê era homem sanguinário, 1 Reis Cap 5.3, e 1 Sam 7.1-13.
O propósito, dos templo era prover uma morada para Deus e a Arca da Aliança e adoração ao Senhor isso está detalhado com a construção do mesmo, em 1 Reis 5 a 8, e 2 crônicas 2. 1 a 18.
Este Templo que segue a dimensão do tabernáculo, que era cerca de 243 m², 1 Reis 6.2, foi construído sobre uma de três metros de altura e tinha uma escada de dez degraus na entrada. Na primeira sala era a menor era um pórtico que levava a sala principal o Lugar Santo
O propósito, dos templo era prover uma morada para Deus e a Arca da Aliança e adoração ao Senhor isso está detalhado com a construção do mesmo, em 1 Reis 5 a 8, e 2 crônicas 2. 1 a 18. Este Templo que segue a dimensão do tabernáculo, que era cerca de 243 m², 1 Reis 6.2, foi construído sobre uma de três metros de altura e tinha uma escada de dez degraus na entrada
O lugar santo abrigava o magnífico (menorah) de sete pontas, ou candelabro, a mesa da proposição o altar de ouro do incenso, e dez mesas, sendo cinco ao norte e cinco ao sul, dez lampiões sobre castiçais, inúmeros utensílios usados no serviço sacerdotal. Já a terceira e última sala era o lugar Santíssimo a mais importante.
Ela era protegida com o vel. O acesso a esta sala era restrito ao sumo sacerdote uma vez ao ano no (Yon Kippor), que era o Santíssimo dia da expiação. Nessa sala estava a Arca da Aliança que era coberta de ouro. na destruição de Jerusalém por Nabucodonosor, que se deu por volta de 605 Ac, depois em 586, que foi a ultima fase da guerra o exército destruiu Jerusalém e queimou o templo completamente 2 Reis 25.8, 9.2, 2 Cron 36.18,19.
O templo de Zorobabel foi O Segundo.
O Cativeiro durou 70 anos. E um remanescente voltou a Jerusalém para reconstrução em 538 Ac, Isso sobre a liderança de Zorobabel. Ciro o Rei Persa, conforme vaticinou Isaías, deu aval para reconstrução do Templo Isaías 44.28.
O Livro de Esdras nos descreve o esforço do povo que reconstruiu o templo a partir das ruínas. A fundação do segundo templo seguiu-se o projeto de Salomão Esdras 3.7-10. 
As vasilhas e utensílios foram trazidas de Babilônia, o altar foi construído e os sacrifícios restabelecidos, a observância das cerimonias restauradas Esdras 3.1-5. Ouve resistência dos moradores e dificuldades para concluir o trabalho. Ficou 15 anos parado, e em 515 Ac a obra foi terminada com o decreto de Dario que não só permitiu o término da obra como deu uma guarnição de soldados e com cartas para a viagem de Neemias e sua comitiva. Foi estabelecido imposto de estrangeiros também para financiar a construção, Esdras 6.1-15.
O segundo templo era muito modesto se comparado ao de Salomão, entretanto passou por uma ampliação e remodelação no tempo de Herodes o grande que dobrou a altura, do original ornou a construção muito mais magnífica. 
Acredita-se que a melhoria de Herodes no templo, fez-se com que excedece em beleza e grandeza do templo anterior o de Salomão .
De fato ele foi considerado como uma maravilhas do mundo antigo.
Uma insurreição dos zelotes em 66 Dc, levou a um prolongando período de guerras entre judeus e Romanos. 
Roma com a constante resistência dos judeus, decidiu aniquilar a oposição, por volta dos anos 70 D.c somente Jerusalém e o posto avançado de Massada, permaneciam hostis. 
E um cerco contra a cidade os levou a queda. 
E no nono dia do mês de Av dos judeus, em 70 D.c, a cidade e o templo foram queimados de novo como Daniel profetizara.
Quando o templo foi queimado conta se que o ouro se derreteu, e penetrou entre as frestas das pedras, e os transeuntes e soldados que tinha acesso, afim de recuperar o ouro revirava as ruinas querendo resgatar o ouro cumprindo assim literalmente as palavras de Jesus em Mt 24.2.
Jesus, porém, lhes disse: Não vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derrubada, Mateus 24:2.
Depois do arrebatamento da igreja, teremos um outro templo, o templo da tribulação que será reconstruído até a metade do período de tribulação há pelo menos 4 referência a esse templo.
1. Daniel 9.27 prediz um período futuro na metade do qual o anticristo vai profanar um templo.
2. Mateus 24.15 nessa passagem vemos o abominável da desolação de que falou Daniel estar no lugar santo.
 É uma referência ao lugar mais sagrado no templo. 
Para isso acontecer tem de ter um terceiro templo.
3. 2 Tessalonicenses 2.3,4 - aqui também está o abominável da desolação como um evento futuro na época do anticristo, ele vai ascentar no Santuário de Deus, e também requer o templo na tribulação.
4. Apocalipse 11.1,2 - Sabendo que esses acontecimentos estão dentro da tribulação, o referido templo é o da tribulação.
Esse templo é também denominado templo do anticristo em que ele profanará colocando sua imagem dentro do mesmo, Dn 9.27; 11.31; 12.11; Mt 24.15; Marcos 1.14; 2 Tess 2.4; Apoc 13.15.
E por fim o Templo do Milênio Ezequiel 40 a 48, lemos sobre ele.
Ele será um templo mundial de adoração a Jesus Cristo em sua glória. 
Esse permanecerá por todo reinado de mil anos.

Comentários