WhatsApp

Translate

O Senhor Jesus Fez os Preparativos para a Sua Ascensão (At 1.1-5)

O Senhor Jesus Fez os Preparativos para a Sua Ascensão.  ( Fiz o primeiro tratado, ó Teófilo, acerca de tudo que Jesus começou, não só a fazer, mas a ensinar, Até ao dia em que foi recebido em cima, depois de ter dado mandamentos, pelo Espírito Santo, aos apóstolos que escolhera; Aos quais também, depois de ter padecido, se apresentou vivo, com muitas e infalíveis provas, sendo visto por eles por espaço de quarenta dias, e falando das coisas concernentes ao reino de Deus. E, estando com eles, determinou-lhes que não se ausentassem de Jerusalém, mas que esperassem a promessa do Pai, que, disse ele, de mim ouvistes. Porque, na verdade, João batizou com água, mas vós sereis batizados com o Espírito Santo, não muito depois destes dias. Atos 1:1-5)


O Senhor Jesus Fez os Preparativos para a Sua Ascensão. 
( Fiz o primeiro tratado, ó Teófilo, acerca de tudo que Jesus começou, não só a fazer, mas a ensinar,
Até ao dia em que foi recebido em cima, depois de ter dado mandamentos, pelo Espírito Santo, aos apóstolos que escolhera; Aos quais também, depois de ter padecido, se apresentou vivo, com muitas e infalíveis provas, sendo visto por eles por espaço de quarenta dias, e falando das coisas concernentes ao reino de Deus. E, estando com eles, determinou-lhes que não se ausentassem de Jerusalém, mas que esperassem a promessa do Pai, que, disse ele, de mim ouvistes. Porque, na verdade, João batizou com água, mas vós sereis batizados com o Espírito Santo, não muito depois destes dias. Atos 1:1-5)
Dando instruções foi assim que Jesus subiu  aos ceus.
“Depois de haver dado mandamentos por intermédio do Espírito Santo aos apósto- los que escolhera״. Estas instruções são registradas em várias passagens, como em Lucas 24.44-49; Mateus 28.19,20.
 Marcos 16.15-18; João 21; e nos versículos 3-8 deste capítulo'(At 1). Em que sentido as instruções foram dadas mediante o Espírito Santo?
A unção que Jesus recebeu no rio Jordão era ilimitada e permanente.
Mediante o Espírito, recebeu poder para seu ministério como homem e forças para enfrentar a cruz no sacrifício vivo (Hb 9.14). 
Foi ressuscitado dentre os mortos conforme (Rm 8.1 1), e no Pentecoste, batizou a outros no Espírito. A unção ainda estava sobre ele após a ressurreição. 
Mediante manifestações da vida ressurreta. 
“Aos quais também, depois de ter padecido, se apresentou vivo, com muitas e infalíveis provas, sendo visto por eles por espaço de quarenta dias, e falando do que diz respeito ao reino de Deus” (conforme. 1 Co 15.5-8). 
Se víssemos um farol que parecesse ficar em pé sobre as ondas, saberíamos que haveria, por baixo da construção, um fundamento de rocha. Durante 19 séculos a Igreja permanece em pé como luz para as nações.
Qual seria o seu alicerce? 
A única resposta satisfatória é.
A ressurreição de Cristo. 
A fé e a religião viva não podem surgir de um cadáver. 
Durante 40 dias Jesus viveu entre os seus discípulos, aparecendo e desaparecendo. Era como se quisesse levá- los gradualmente a perceber que Ele pode estar presente, no Espírito, embora ausente no corpo. 
Chegou um momento em que os discípulos sabiam que haviam cessado tais aparecimentos. A partir de então teriam de pregar o Evangelho com plena confiança da presença espiritual de Cristo com eles, conforme Ele mesmo prometera.
“E eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos”. 
Foi a ascensão que convenceu os discípulos de que na verdade Ele é Deus.
Dando uma ordem específica. 
“E, estando com eles, determinou-lhes que não se ausentassem de Jerusalém, mas que esperassem a promessa do Pai, [Jo 14.16; J1 2.281 que (disse ele) de mim ouvistes״. 
O batismo do Senhor Jesus, no Jordão, foi o sinal para Ele iniciar seu ministério. 
Assim, também, a Igreja precisava de um batismo que a preparasse a cumprir um ministério de alcance mundial. Não seria o ministério de criar uma nova ordem e, sim, de proclamar aquilo que Cristo já havia realizado. 
Mesmo assim, só no poder do Espírito Santo poderia tamanha obra ser levada a efeito. 
Cristo dirigiu suas palavras a homens que possuíam íntimo relacionamento espiritual com Ele. Já tinham sido enviados a pregar, armados com poderes espirituais específicos (Mt 10.1).
 A eles fora dito: 
“Alegrai-vos antes por estarem os vossos nomes escritos nos céus” (Lc 10.20); Sua condição moral já tinha sido definida com as palavras: “Vós já estais limpos, pela palavra que vos tenho falado” (Jo 15.3). 
Seu relacionamento com Cristo foi ilustrado mediante a figura da videira e dos ramos (Jo 15.5). 
Eles já conheciam a presença do Espírito nas suas vidas (Jo 14.17), já tinham sentido o sopro do Cristo ressurreto quando ele lhes disse: 
“Recebei o Espírito Santo”. 
Mesmo assim deviam esperar a promessa do Pai! 
Isto nos mostra a importância deste revestimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responderemos a todos sempre que necessário.Obrigado pela visita ao site.

Israel Na Grande Tribulação / O Holocausto Foi Mentira?

Israel sempre foi um povo sofrido, desde os tempos de Abraão, Isaque, e Jacó. Sua sobrevivência sempre esteve ameaçada por muitos povos vizi...