Se quiser faça uma doação. Luiz S Santos. Administradores (Inf: +55 11941343232)

Entendendo Daniel 12.2 / Escatologia / Coisas Futuras

12.2: “E muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para a vida eterna, e outros para vergonha e desprezo eterno”. 
Esse tem sido interpretado de forma equivocada muitas vezes.
 Ele fala sobre ressurreição em sentido geral: dos que foram salvos e dos que não alcançaram a salvação, porque suas obras eram más, e eles não se arrependeram em vida. 
Mas é evidente que, pelo procedimento das regras teológicas dentro da hermenêutica sagrada, uma deve estar distante da outra cerca de mil (1.000) anos.
 a primeira terá lugar no arrebatamento da igreja quando Jesus voltar a terra, sendo então depois complementada por outros exemplares deste gênero que são(as duas testemunhas do apocalipse que o anticristo os matará, e os mártires da Grande Tribulação, os que negaram receber o sinal da besta). Enquanto a outra (a dos que não foram salvos de um modo geral), só mil (1.000) anos depois vejam (Jo 5.28,29; 1 Co 15.23), cada uma por sua ordem. 
Não vos maravilheis disto; porque vem a hora em que todos os que estão nos sepulcros ouvirão a sua voz. E os que fizeram o bem sairão para a ressurreição da vida; e os que fizeram o mal para a ressurreição da condenação, João 5:28,29.
Mas cada um por sua ordem: Cristo as primícias, depois os que são de Cristo, na sua vinda, 1 Coríntios 15:23.
As Escrituras Sagradas usam pelo menos três termos técnicos sobre “ressurreição”, que são desenvolvidos em vários de seus elementos doutrinários: 
Ressurreição de Mortos. 
No Antigo Testamento, são: 
1) O filho da viúva de Serepta, de Sidom. 
Elias é o personagem em foco nesta ressurreição - (1 Rs 17.21, 22). 
Então se estendeu sobre o menino três vezes, e clamou ao Senhor, e disse: Ó Senhor meu Deus, rogo-te que a alma deste menino torne a entrar nele. E o Senhor ouviu a voz de Elias; e a alma do menino tornou a entrar nele, e reviveu, 1 Reis 17:21,22.
2) O filho da Sunamita.
Eliseu é o personagem em foco nesta ressurreição - (2 Rs 4.34, 35). 
E subiu à cama e deitou-se sobre o menino, e, pondo a sua boca sobre a boca dele, e os seus olhos sobre os olhos dele, e as suas mãos sobre as mãos dele, se estendeu sobre ele; e a carne do menino aqueceu.
Depois desceu, e andou naquela casa de uma parte para a outra, e tornou a subir, e se estendeu sobre ele, então o menino espirrou sete vezes, e abriu os olhos, 2 Reis 4:34,35.
3) O homem que foi lançado de improviso na sepultura de Eliseu - os ossos de Eliseu foi o ponto marcante nesta ressurreição - (2 Rs 13.20, 21). 
Depois morreu Eliseu, e o sepultaram. Ora, as tropas dos moabitas invadiram a terra à entrada do ano.
E sucedeu que, enterrando eles um homem, eis que viram uma tropa, e lançaram o homem na sepultura de Eliseu; e, caindo nela o homem, e tocando os ossos de Eliseu, reviveu, e se levantou sobre os seus pés, 2 Reis 13:20,21.
Para alguns expositores das Escrituras, Jonas morreu e foi levantado da morte durante os três dias no ventre do peixe, tornando-se assim, uma figura muito expressiva da morte e ressurreição de Cristo (Mt 12.40). “... se assim for, o fato somente acrescenta mais uma das ressurreições registradas na Bíblia. 
Para aqueles que crêem em Deus, não há dificuldade em crer na ressurreição, uma vez suficientemente provada”na Bíblia (Dr Torrey)
Se assim foi, o personagem nesta ressurreição a de Jonas foi a pessoa de Deus. 
No Novo Testamento, são: 
5) O filho da viúva de Naim .
Jesus foi o personagem em foco nesta ressurreição - (Lc 7.11-17). 
E aconteceu que, no dia seguinte, ele foi à cidade chamada Naim, e com ele iam muitos dos seus discípulos, e uma grande multidão;
E, quando chegou perto da porta da cidade, eis que levavam um defunto, filho único de sua mãe, que era viúva; e com ela ia uma grande multidão da cidade.
E, vendo-a, o Senhor moveu-se de íntima compaixão por ela, e disse-lhe: Não chores.
E, chegando-se, tocou o esquife (e os que o levavam pararam), e disse: Jovem, a ti te digo: Levanta-te. E o que fora defunto assentou-se, e começou a falar.
E entregou-o à sua mãe.
E de todos se apoderou o temor, e glorificavam a Deus, dizendo: Um grande profeta se levantou entre nós, e Deus visitou o seu povo.
E correu dele esta fama por toda a Judéia e por toda a terra circunvizinha, Lucas 7:11-17.
6) A filha de Jairo .  (Jo 11.43, 44). Jesus foi o personagem em foco nesta ressurreição - (Lc 8.54, 55). 
Mas ele, pondo-os todos fora, e pegando-lhe na mão, clamou, dizendo: Levanta-te, menina.
E o seu espírito voltou, e ela logo se levantou; e Jesus mandou que lhe dessem de comer, Lucas 8:54,55.
7) Lázaro de Betânia .
E, tendo dito isto, clamou com grande voz: Lázaro, sai para fora.
E o defunto saiu, tendo as mãos e os pés ligados com faixas, e o seu rosto envolto num lenço. Disse-lhes Jesus: Desligai-o, e deixai-o ir, João 11:43,44.
 8) Dorcas ou Tabita.
Pedro foi o personagem em foco nesta ressurreição - (At 9.40, 41). 
Mas Pedro, fazendo sair a todos, pôs-se de joelhos e orou: e, voltando-se para o corpo, disse: Tabita, levanta-te. E ela abriu os olhos, e, vendo a Pedro, assentou-se.
E ele, dando-lhe a mão, a levantou e, chamando os santos e as viúvas, apresentou-lha viva, Atos 9:40,41.
9) Um jovem de nome Êutico .
 O personagem nesta ressurreição foi o apóstolo Paulo - (At 20.9-12). 
E, estando um certo jovem, por nome Ežutico, assentado numa janela, caiu do terceiro andar, tomado de um sono profundo que lhe sobreveio durante o extenso discurso de Paulo; e foi levantado morto.
Paulo, porém, descendo, inclinou-se sobre ele e, abraçando-o, disse: Não vos perturbeis, que a sua alma nele está. E subindo, e partindo o pão, e comendo, ainda lhes falou largamente até à alvorada; e assim partiu. E levaram vivo o jovem, e ficaram não pouco consolados, Atos 20:9-12.
Ressurreição dentre os mortos. 
Esta então já compreende: 
1) CRISTO (1 Co 15.20 e 23). 
Mas de fato Cristo ressuscitou dentre os mortos, e foi feito as primícias dos que dormem.
Mas cada um por sua ordem: Cristo as primícias, depois os que são de Cristo, na sua vinda, 1 Coríntios 15:20,23.
A ressurreição dentre os os mortos significa que foi parcialmente naquele cemitério.
2) Os que ressuscitaram por ocasião da ressurreição de Cristo (Mt 27.52, 53). 
E abriram-se os sepulcros, e muitos corpos de santos que dormiam foram ressuscitados;
E, saindo dos sepulcros, depois da ressurreição dele, entraram na cidade santa, e apareceram a muitos, Mateus 27:52,53.
Esses santos foram incluídos também na palavra “primícias  como propriamente dita da colheita de alma que a igreja faria  para Deus”, dita a respeito de Cristo; “primícias” não pode ser “uma só” mas “um feixe conforme” (Lv 23; 10.1; Sm 25.29), e, por essa razão devem se-guir a ordem da ressurreição de Cristo. 
Fala aos filhos de Israel, e dize-lhes: 
Quando houverdes entrado na terra, que vos hei de dar, e fizerdes a sua colheita, então trareis um molho das primícias da vossa sega ao sacerdote; E ele moverá o molho perante o Senhor, para que sejais aceitos; no dia seguinte ao sábado o sacerdote o moverá, Levítico 23:10,11. 
O internauta deve observar bem a frase: 
“E, saindo dos sepulcros, depois da ressurreição dele [Jesus]”. Um molho de almas.
Na ressurreição para a imortalidade, que abrange a todos mas nem todos serão salvos, isso difere da ressurreição dos que estavam mortos em pecaos efésios 2, todos têm de seguir a ordem da ressurreição de Cristo (At 26.23).
Visto que, na qualidade de “colheita”, Cristo foi “o primeiro exemplar a ressuscitar para a imortalidade”. 
3) Seguindo a orde vem a igreja, "os que são de Cristo, na sua vinda (1 Co 15.23, 42)".
Mas cada um por sua ordem: Cristo as primícias, depois os que são de Cristo, na sua vinda.Assim também a ressurreição dentre os mortos. Semeia-se o corpo em corrupção; ressuscitará em incorrupção. 1 Coríntios 15:23,42.
4) Aí vem as duas testemunhas escatológicas (Ap 11.11, 12). 
E depois daqueles três dias e meio o espírito de vida, vindo de Deus, entrou neles; e puseram-se sobre seus pés, e caiu grande temor sobre os que os viram.
E ouviram uma grande voz do céu, que lhes dizia: Subi para aqui. E subiram ao céu em uma nuvem; e os seus inimigos os viram, Apocalipse 11:11,12.
5) Então vem os mártires da Grande Tribulação (Ap 20.4). 
E vi tronos; e assentaram-se sobre eles, e foi-lhes dado o poder de julgar; e vi as almas daqueles que foram degolados pelo testemunho de Jesus, e pela palavra de Deus, e que não adoraram a besta, nem a sua imagem, e não receberam o sinal em suas testas nem em suas mãos; e viveram, e reinaram com Cristo durante mil anos, Apocalipse 20:4.
Todos esses são exemplares que fazem parte da primeira ressurreição, dentre os mortos, que significa que ainda ficou alguém que nã ressuscitou que é também para a imortalidade, ainda que cada “um por sua ordem”. Isso se chama de “... a redenção do nosso corpo que não poderá mais ser ser apodrecido pela terra” (Rm 8.23). 
E não só ela, mas nós mesmos, que temos as primícias do Espírito, também gememos em nós mesmos, esperando a adoção, a saber, a redenção do nosso corpo, Romanos 8:23.
Ressurreição dos mortos, se dará geral e abrangente todo o tempo. 
O texto  neste capítulo 12 de Daniel vercículo 2, fala dela como sendo uma ressurreição “para vergonha e desprezo eterno, e para a vida eterna”. 
Ela alcança a todos os pecadores que morreram em seus delitos e pecados também que terão uma eternidade sem a presença de Deus(Jo 5.28, 29; Ap 20.5). 

Não vos maravilheis disto; porque vem a hora em que todos os que estão nos sepulcros ouvirão a sua voz. E os que fizeram o bem sairão para a ressurreição da vida; e os que fizeram o mal para a ressurreição da condenação.
Mas os outros mortos não reviveram, até que os mil anos se acabaram. (Os que não foram salvos) Esta é a primeira ressurreição, João 5:28,29,  Apocalipse 20:5,
Vemos em Is 26.14, a frase de difícil interpretação no que diz respeito à ressurreição: 
“Morrendo eles, não torna-rão a viver; falecendo, não ressuscitarão”. 
Alguns mestres da Bíblia afirmam que fazem alusão aos anjos que procriaram com mulheres terrena e geraram a raça de gigantes de Gêneses 6. Os gigantes daquela geração não procriavam, e ao morrerem não ressuscitariam ????. Que na hermenêutica  pode ser.
 Subentende se que, eles não ressuscitarão para a vida eterna, nesse sentido também, pois todos humanos hão de ressuscitar um dia. 
A menos que seja esta uma exceção na Bíblia, como bem podemos ver nas palavras do próprio Deus quanto a Amaleque: 
“Eu totalmente hei de riscar a memória de Amaleque de debaixo dos céus” (Êx 17.14). 

Comentários