O Que Será De Israel a Nação Escolhida Por Deus Para Dominar a Terra?


Você sabia que Abraão caminhou cerca de dois mil quilômetros até chegar na Terra Prometida?
Abraão percorreu esse trajeto a mando de Deus, que dele faria uma grande nação.
Inclusive, tenta-se, há vários anos estabelecer uma rota de peregrinação precisa, pelo Oriente Médio trilhando a caminhada de que Abraão fez desde sua cidade natal até o local de seu sepulcro.
Hoje, o caminho ali, passa por territórios que vai da Turquia até Israel. 
Mas, naquele tempo, a rota de Ur dos Caldeus (cujas ruínas estão hoje no Iraque) até Canaã fez com que muitos viajantes parassem ao longo da difícil jornada e desistissem de continuar.
Ur dos Caldeus, onde teve início a viagem de Deus com o homem. 
Da antiga cidade suméria, hoje conhecida com o nome de Tell-al-Muquayyat e onde se realizou o tão esperado encontro inter-religioso, Abraão partiu para sua missão que une os destinos de judeus e cristãos e muçulmanos. 
Padre Jean Louis Ska, biblista, diz que;
 “A peregrinação de Abraão é um ato de fé e obediência. Para o povo de Israel, Abraão se torna um exemplo, um modelo sobre o qual traçar a própria identidade”.
Estórias à parte, a verdade é que hoje, Ur se chama Taal -Al – Muqayar e continua sendo um local quase que inabitado, mas ainda um dos preferidos dos arqueologistas, que volta e meia, acham algo
interessante por lá.
Este foi o caso de terá que parou em Harã, uma cidade cerca de 950 km de distância de Ur e localizada perto da atual fronteira da Síria com a Turquia. Era uma região fértil e bem regada. 
Terá se estabeleceu lá com seu filho Abrão, sua grande família e seus servos.
 Gênesis 12:5 sugere que a família se deu muito bem ali. 
Um tempo depois que eles chegaram, Deus chamou Abrão para prosseguir com sua família para Canaã,
 distante cerca de mais 859 km de onde estavam. 
Armou sua tenda e edificou um altar entre Betei e Ai, nas faldas dos dois famosos Montes Ebal e Gerazim, Gn 12.8. 
Havendo fome em Canaã, desceu ao Egito. 
E havia fome naquela terra; e desceu Abrão ao Egito, para peregrinar ali, porquanto a fome era grande na terra. E aconteceu que, chegando ele para entrar no Egito, disse a Sarai, sua mulher: 
Ora, bem sei que és mulher formosa à vista;
E será que, quando os egípcios te virem, dirão: 
Esta é sua mulher. 
E matar-me-ão a mim, e a ti te guardarão em vida.
Dize, peço-te, que és minha irmã, para que me vá bem por tua causa, e que viva a minha alma por amor de ti. E aconteceu que, entrando Abrão no Egito, viram os egípcios a mulher, que era mui formosa.
E viram-na os príncipes de Faraó, e gabaram-na diante de Faraó; e foi a mulher tomada para a casa de Faraó. E fez bem a Abrão por amor dela, e ele teve ovelhas, vacas, jumentos, servos e servas, jumentas e camelos no Egito.
Feriu, porém, o Senhor a Faraó e a sua casa, com grandes pragas, por causa de sarai, mulher de Abrão. Então chamou Faraó a Abrão, e disse: 
Que é isto que me fizeste? 
Por que não me disseste que ela era tua mulher?
Por que disseste: 
É minha irmã? 
Por isso a tomei por minha mulher.
 Agora, pois, eis aqui tua mulher.
 Toma-a e vai-te. (Embora).
E Faraó Provavelmente (Menés ou Narmer) deu ordens aos seus homens a respeito dele. 
E acompanharam-no, a ele, e a sua mulher, e a tudo o que tinha, Gênesis 12:10-20 e 13:1,2.
Subiu, pois, Abrão do Egito para o lado do sul, ele e sua mulher, e tudo o que tinha, e com ele Ló.
E era Abrão muito rico em gado, em prata e em ouro.
Abraão saiu muito bem do Egito. 
Morou por algum tempo ali, e sua esposa foi tomada para o Arém de Faraó, porém Deus não se agradou disso e feriu Faraó grandemente com doença e peste, de modo que Faraó soube que era castigo e pediu a Abraão que fosse embora. E colocou seu exército para escoltar Abraão de volta a Canaã:
Toma-a e vai-te. (Embora).
E Faraó deu ordens aos seus homens (exército) a respeito dele. 
E acompanharam-no, a ele, e a sua mulher, e a tudo o que tinha.
Subiu, pois, Abrão do Egito para o lado do sul, ele e sua mulher, e tudo o que tinha, e com ele Ló.
E era Abrão muito rico em gado, em prata e em ouro. (Quando se mudou do Egito).
A civilização egípcia desenvolveu-se no nordeste do Continente Africano (margens do rio Nilo) e como a região é formada pelo deserto (Saara), o rio Nilo ganhou uma extrema importância para os egípcios. 
O rio era utilizado como via de transporte (através de barcos) para transportes de mercadorias e pessoas. As águas do rio Nilo também eram utilizadas para beber, pescar e fertilizar as margens, nas épocas de cheias, favorecendo a agricultura. 
No Egito antigo o Faraó é um deus na Terra.
Nenhuma outra cultura da Antiguidade mereceu tão extenso estudo quanto a terra Egito e do Nilo. 
E nenhuma outra deixou tanto para ser estudado. 
Do Cairo até Mênfis, da cidade bíblica de Ramsés às estruturas do planalto de Gizé, os antigos engenheiros e arquitetos planejaram e construíram cidades em pedra que ombreiam nossas construções Entre suas mais notáveis conquistas há de se destacar o nascimento da:
 Medicina moderna sob Imhotep o sacerdote, médico e arquiteto-chefe da terceira dinastia, de 2.687-2.668 AEC. Ele era capaz de diagnosticar e tratar tuberculose, pedras na vesícula, apendicite, gota e artrite, entre duzentas outras doenças
Também fazia cirurgias e praticava odontologia uma centena de anos ou mais antes que as grandes pirâmides fossem erguidas. 
Por 3 mil anos o Egito permaneceu como a cultura mais requintada entre os humanos.
A escrita egípcia também foi algo muito importante para este povo, pois permitiu a divulgação de ideias, e comunicação também para controlo de impostos. Os egípcios criaram uma espécie de papel chamado papiro, que era produzido a partir de uma planta de mesmo nome, também era utilizado para escrever os textos.
Abraão veio para o Egito tentando se livrar da fome na terra e Deus o abençoou.
Só lembrando que essa vinda de Abrão ao Egito, não tema a ver com o tempo de Jose não.
A religião egípcia era repleta de mitos e crenças interessantes. 
Acreditavam na existência de vários deuses (muitos deles com corpo formado por parte de ser humano e parte de animal sagrado) que interferiam na vida das pessoas. Como acreditavam na vida após a morte, mumificavam os cadáveres dos faraós colocando-os em pirâmides, com o objetivo de preservar o corpo.
E partiu Abraão dali para a terra do sul, e habitou entre Cades e Sur; e peregrinou em Gerar, Gênesis 20:1.
Cades talvez signifique simplesmente um acampamento, ou um vilarejo. 
Abraão se chegou ali. 
Era uma jornada difícil. 
A última descoberta foi em 2013, quando arqueólogos britânicos encontraram um complexo arqueológico gigante próximo a Ur.  Segundo eles, o complexo arqueológico deve ter cerca de 4000 anos, o que traria uma ligação direta com o chamado nosso “pai da fé”.
Menciona-se Cades como situado tanto no ermo de Parã como no ermo de Zim. 
É possível que Zim e Parã fossem ermos adjacentes que se ligavam em Cades, e, por conseguinte, o lugar podia ser mencionado como situado em qualquer dos dois ermos.
 Ou, o ermo de Zim pode ter sido parte do ermo maior de Parã. (Núm 13:26; 20:1) 
Caminharam e vieram a Moisés, e a Arão, e a toda a congregação dos filhos de Israel no deserto de Parã, a Cades; deram-lhes conta, a eles e a toda a congregação, e mostraram-lhes o fruto da terra. Chegando os filhos de Israel, toda a congregação, ao deserto de Zim, no mês primeiro, o povo ficou em Cades. Ali, morreu Miriã e, ali, foi sepultada, Números 20:1, Números 13:26.
Abraão Chegou em Canaã mais ou menos 2090 anos a.C. 
Depois de algum tempo Abraão desceu ao Egito. 
Uma das maiores provas a que alguém pode ser submetido éa da falta de alimentos, a falta da subsistência. 
Todavia, para aquele que confia no Senhor, ela toma-se uma oportunidade do crente glorificar a Deus. Veja He 3.17-19. Diz a Bíblia: 
E havia fome naquela terra*' (Gn 12.10).
 Abraão, iniciante no caminho da fé. não tinha ainda enfrentado obstáculos e dificuldades na sua caminhada. Não tinha ainda experiência quanto à maneira de proceder quando as coisas começassem a aparecer contrárias. E a provação veio para o Servo de Deus. Abraão possuía um grande rebanho que dependia de bons pastos, e a situação era realmente preocupante. Mas que contradição! Veio a seca e a consequente fome na terra da promessa!
Depois, seguiu Abrão dali, indo sempre para o Neguebe.
Havia fome naquela terra; desceu, pois, Abrão ao Egito, para aí ficar, porquanto era grande a fome na terra. Quando se aproximava do Egito, quase ao entrar, disse a Sarai, sua mulher: Ora, bem sei que és mulher de formosa aparência; os egípcios, quando te virem, vão dizer: É a mulher dele e me matarão, deixando-te com vida. Dize, pois, que és minha irmã, para que me considerem por amor de ti e, por tua causa, me conservem a vida. Tendo Abrão entrado no Egito, viram os egípcios que a mulher era sobremaneira formosa, Gênesis 12:9-14.
Depois, seguiu Abrão dali, indo sempre para o Neguebe. Havia fome naquela terra; desceu, pois, Abrão ao Egito, para aí ficar, porquanto era grande a fome na terra. Quando se aproximava do Egito, quase ao entrar, disse a Sarai, sua mulher: Ora, bem sei que és mulher de formosa aparência; os egípcios, quando te virem, vão dizer: É a mulher dele e me matarão, deixando-te com vida. Dize, pois, que és minha irmã, para que me considerem por amor de ti e, por tua causa, me conservem a vida. Tendo Abrão entrado no Egito, viram os egípcios que a mulher era sobremaneira formosa, Gênesis 12:9-14.
Moisés Assume depois do Cativeiro da escravidão que foi amenizada com a chegada de josé, mas agravada com Faraó Ceitil e Ramsés do Egito.
Os Hebreus foram subjugados e escravizados até a chegada de Moises.
Lembremo-nos mais uma vez do que Deus diz do "vermezinho de Jacó": 
"Porque tu és povo santo ao Senhor, teu Deus; o Senhor, teu Deus, te escolheu, para que lhe fosses o seu povo próprio, de todos os povos que há sobre a terra. Não vos teve o Senhor afeição, nem vos escolheu porque fôsseis mais numerosos do que qualquer povo, pois éreis o menor de todos os povos, mas porque o Senhor vos amava e, para guardar o juramento que fizera a vossos pais, o Senhor vos tirou com mão poderosa e vos resgatou da casa da servidão, do poder de Faraó, rei do Egito" (Dt 7.6-8).
 história trágica de Israel mostra que desde o início da sua existência foi oprimido continuamente por poderes inimigos e até ameaçado pelo holocausto. 
 Tivemos o Holocausto significa extermínio em massa, extinção, solução final do problema judeu. 
Isso já começou antigamente no Egito com Faraó, que tentou dizimar os hebreus mandando matar os meninos. 
Mas tão certo como Faraó e seus exércitos se afogaram foram exterminados no Mar Vermelho, também Deus acertará as contas com os atuais inimigos de Israel, que continuamente o ameaça.
Moisés Liderou o povo para sair do Egito em 1447 a.C.
Também o povo saiu com grandes riquezas que construíram desde a época de Jose.
E aconteceu que, quando Faraó deixou ir o povo, Deus não os levou pelo caminho da terra dos filisteus, que estava mais perto; porque Deus disse: Para que porventura o povo não se arrependa, vendo a guerra, e volte ao Egito. Mas Deus fez o povo rodear pelo caminho do deserto do Mar Vermelho; e armados, os filhos de Israel subiram da terra do Egito. E Moisés levou consigo os ossos de José, porquanto havia este solenemente ajuramentado os filhos de Israel, dizendo: Certamente Deus vos visitará; fazei, pois, subir daqui os meus ossos convosco. Êxodo 13:17-19.
                                                            Pesquise mais na sua Bíblia.






Comentários